Nilton Rosa da Silva

No dia 15 de junho de 1973, morreu, em Santiago/Chile, o jovem poeta Nilton Rosa.

Gaúcho, exercia militância política desde a adolescência. Em 1971, com endurecimento do regime ditatorial brasileiro, exilou-se no Chile, onde segui com suas atividades de resistência.

Dedicou-se ao teatro e à poesia, tendo publicado uma obra relevante:, o livro Hombre da América, expondo, em forma de poesia, a sua visão internacionalista de nação. No dia de sua morte havia uma grande agitação na cidade, pois era a primeira tentativa de invasão do Palácio de La Moneda, o que se efetivou duas semanas mais tarde. Durante esse conflito, Nilton foi baleado.

Apesar de estrangeiro, residente há tão pouco temo naquele país, seu enterro causou grande comoção e foi acompanhado por uma pequeno multidão. Seu companheiro de militância, Oscar Aguilera, dedecou a Nilton o seguinte poema:

Decon su español a medio terminar
se nos queda caído en la alameda
sobresaltadamente brasileño
anunciando lo que viene
en la historia de Chile.
Sobresaltadamente tan chileno
Nilton sin tumba
Nilton árbol
poeta sin sepulcro
viviendo y reviviendo en toda lluvia

Em sua homenagem foi plantado um jacarandá em frente ao
prédio J da Universidade do Chile, onde ele estudava.

Nilton Rosa da Silva, presente!

Fonte: Relatório Final da CNV, Vol. III, pág. 1.248/1.249

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: